Seguidores

02/11/2011

Capítulo 3/4

Antes de postar queria dizer que não percebo, mais de 200 visitas 11 comentários a contar com os dos quadrados. Eu sei que á quem veja por telemóvel e não comente, á quem venha leia meio sem tempo e não comente, mas eu não peço que comentem por escrito, se não tem em tempo, carreguem nos pequenos quadrados, por que eles estão lá para alguma razão. Por isso comentem, eu nem peço números, apenas peço para não serem injustos, dói me imenso a cabeça tem sido difícil escrever, se lêem, nu mínimo comentem.
****
Cap.3
Recebendo a noticia que ele já sabia mas queria esquecer a morte da sua mulher. Zac chorou e chorou o mais que pode. Mandou embora a família ficando sozinho naquele quarto, até no outro dia bem cedo foi para casa. O dia do enterro da sua esposa, só de imaginar Zac queria gritar, era uma cessação tão horrível que ele não a desejava a ninguém tal dor.
Starla: Olá. – Entrou pela porta da casa beijando a cara ferida do filho.
Zac: Olá mãe. – Falou cheio de magoa, sua mãe não tinha a culpas, mas o coração dele sofria.
Starla: Como te sentes?
Zac: Morto. – Respondeu caindo no sofá, sendo seguido pela sua mãe.
Starla: Não digas essas coisas. – Pegou nas mãos do filho e chorou só de o ver tão triste.
Zac: A mãe, fez me uma pergunta, e como eu não sou mentiroso respondi o mais verdadeiro possível.
Starla: Sei que estás triste…- Levantou a mão até á cara dele. – Mas isso, passa. – Zac levantou se e agressivamente respondeu á mãe.
Zac: Não, não passa, porque eu amava aquela mulher e agora…- As lágrimas começara a descer e Starla o abraçou, o mais forte possível.
Starla: Sei que é muito difícil. – Separou se do abraço e olhou. – Mas tens que ser forte, ok?
Zac: Tudo bem, vamos?
Starla: Vamos. – Pegou na mão de Zac e saíram até ao carro.
Chegando ao cemitério Zac sentiu se tenso, e quando a cerimonia começou foi pior ainda. Só de ouvir a mãe de Amanda chorar e ele teve a mesma vontade. Era tão odiável, tudo àquilo, e ele que não podia fazer nada a não ser aguentar a dor, a não ser olhar para o caixão e aceitar que a sua esposa tinha morrido.

O final da cerimónia estava a chegar, mas antes de o caixão ser enterrado, Zac tinha que saber, tinha que ter a certeza que a sua mulher estava ali dentro.
Zac: Eu quero a ver. – Ordenou fazendo todos olharem para ele.
Dylan: Mano, a não podes, está selado. – Poucas palavras chegaram para levar Zac ao limite, seria talvez melhor não ver morta, mas naquele momento ele não entendeu isso.
Starla: Zac. – Gritou, mas seu filho já tinha fugido dali para poder chorar á vontade, para poder chorar tudo o que queria.

Zac: Porque? – Perguntou abraçando o próprio corpo, deixando as lágrimas correrem. - Porque me deixas te meu amor? Volta por favor volta.
Cap.4
Depois de todo o acontecimento, Starla decidiu que Zac iria viver com ela por um tempo, porque ele não estava propriamente estável para se encontrar sozinho. Deixou de querer de saber de tudo, até dele, a sua barba estava enorme, como as suas alheiras que davam sinal de noites mal dormidas. Mas passado uma semana, Zac sentiu se grande peso para a sua mãe por isso decidiu ir para a sua própria casa.
David: O que estás a fazer? – Perguntou entrando no quarto de Zac.
Zac: As malas; não se vê? – Respondeu da mesma maneira que respondia á dias, frio e grosso.
David: Vais para onde? – Aproximou de Zac virando o para si.
Zac: Para minha casa, para onde mais poderia ir? – Voltou a fazer a mala.
David: Se não estás bem na casa da tua mãe pode ir para a minha. – Zac levantou a cabeça, olhando com certa raiva para seu pai.
Zac: A minha mãe trata me muito bem, mesmo depois do vosso divorcio ela nunca me tratou mal. – Voltou a baixar a cabeça, até á mala.
David: Eu não disse isso; pensava que ias vender a casa; é tão grande.
Zac: Pois eu sei, que é muito grande, mas eu gosto daquela casa, tenho lá o laboratório e tudo.
David: Mas assim não vai ser mais difícil esquece-la? – Zac terminou de fazer a mala e endireitou as ficando diante de seu pai.
Zac: Quem disse que eu a quero esquecer?
Starla: Posso? – Perguntou já dentro do quarto.
David: Eu estava a ter uma conversa com o nosso filho.
Zac: Nós já terminamos pai. – Disse com arrogância.
David: Sendo assim, eu vou embora tenho coisas para tratar. – Saio.
Starla: Não devias ter falado assim com o teu pai.
Zac: Ele enganou a, deixou a quase na miséria, e ainda o protege? – Sentou se na cama, sendo acompanhado pela sua mãe.
Starla: Não vamos falar disso agora.
Zac: Então o que quer?
Starla: Sabes que as tuas primas perderam os pais, não sabes?
Zac: Sim, sei, mas o que é que eu tenho a ver com isso?
Starla: Elas estão não tem dinheiro os teus tios não lhe deixaram o necessário, e elas gostava de vir para cá estudar.
Zac: Continuo sem perceber.
Starla: O que eu te quero pedir é que as deixes ficar lá em casa…- Zac se levantou abanado a cabeça que não.
Zac: Esqueça dona Starla, isso não vai acontecer. – Starla se levantou pegando nas mãos dele.
Starla: Por favor; elas não têm nada, nem ninguém que as ajude. – Zac pensou e pensou, e lá terminou por dizer que sim. – Obrigada filho, elas vêem amanhã.
O resto do dia passou Starla organizava tudo para a chegada das sobrinhas enquanto, Zac andava entretido com ele mesmo.
(»»»»)
Zac: Ainda demora muito para elas chegarem? – Perguntou bocejado, ainda nem o sol tinha raiado e ele já tinha que estar fora da cama.
Starla: Não elas vêm já ali. – Starla pegou em Zac e o puxou até as meninas, que o cumprimentaram, ele fez o mesmo mas sem ânimo algum. - Bem eu estive a falar com o Zac e vão ficar lá na dele, não é filho?
Zac: Pois, parece que sim, eu vou levar as vossas malas para o carro. – Afastou se com as malas.
Ashley: Tem a certeza que ele nos quer lá?
Starla: Claro que sim, ele só esta dês ta maneira pela morte da mulher; é por isso que eu também vós pedi para vir para a cá, ele precisa de companhia.
Brittany: Não se preocupe, nós cuidaremos dele.
Dito isto passaram se dias semanas meses, Zac andava na mesma, já cansava aquela tristeza toda, Brittany, e Ashley estava sempre de olho dele para ver se tudo corria bem, na verdade era mais elas que estavam a cuidar dele que ao contrario.
Ashley: O que é isto primo? – Perguntou lhe entregando o papel.


Zac: A minha criação…- Olhou bem para o papel e depois uma ideia lhe passou pela cabeça. – Amanda, é isso. – Sorrio e correu até ao escritório.
****
Que ideia terá sido essa que passou pela cabeça de Zac; estará a ficar doido? Não posso dizer muito mas posso dizer que a Vanessa está quase a entrar, na vida dele de que maneira o fará e o que se passara isso só poderão só podem saber se lerem.
Respostas aos comentários….
Linee: É Vanessa vai ajudar ele, agora de que maneira? Obrigada por comentares.
Stephenie_95_7: Não ele não está melhor e vai ser complicado; Obrigada por comentares
Margarida: Com a Vanessa vai ultrapassar a dor…não sei, logo se vê; Obrigada por comentares.
Edyh_2011: Pois os acidentes fazem parte da vida, acho natural; eles terem que passar por alguns; Obrigada por comentares.
Evelly: Não foi preciso Vanessa meter se entre eles para eles terminam, a natureza falou por si; é sim ele vai ficar um pouco desolado, mas tudo passa; Obrigada por comentares.
♥Lais♥: Ai o rapaz está a sofrer, és mazinha sim, mas percebo queres é a Vanessa; Obrigada por comentares.
Também agradeço a quem carrega nos pequenos quadrados.


8 comentários:

  1. a num acredito que ele vai fazer
    um robô igual a amanda!
    claro que vai! ele só pode
    estar ficando louco!
    num tem outra explicação;
    coitado vai ser a amanda robô
    você tá se inspirando na novela morde e assopra
    é margarida?
    adorei posta logo bjs

    ResponderEliminar
  2. Ele vai fazer um robot parecido à Amanda ??
    Só pode, ele está a sofrer com a morte dela e isso é uma forma de nao sofrer tanto... Tendo um robot igual a ela
    Adorei os capítulos
    XOXO

    ResponderEliminar
  3. Concordo com a Evelly, está maraa...
    Morde e assopra, eu assitia todo dia *-*
    Ameiii...
    A vany vai ajudar ele...
    Vai vany...
    Adoreii!

    Xoxo

    ResponderEliminar
  4. Ótimo , Margarida...
    Agora ele cria uma robô igual a magricela de pernas Paus-de-vira-tripa com beiço de cavalo e ele se apaixona pela Vanessa e POFT.. A robô vira mauvada que nem a Naomi robô! --' (não sei se estou certa) Mas...
    Bingo.
    Mas enfim... Vamos ver o que acontece...
    Cap muito bom.
    Bjos ;*

    ResponderEliminar
  5. Olá =)
    Capítulo, muito bom parabéns.
    Pensei na mesma coisa que a ♥Laís♥, ele vai criar um robo igual à Amanda, como aconteceu no Morde e Assopra?

    ResponderEliminar
  6. Cap muito bom :)
    Também pergunto: Inspiraste-te na novela "Morde e Assopra"? Vejo todos os dias :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Amei o cap...
    So espero q ele naum faça oq eu estou pensando.
    Posta logo
    To curiosa para ver qual e a ideia do Zac
    Kiss*_*

    ResponderEliminar