Seguidores

08/01/2014

Cap.35 Último

Josh: Não, ele não vai…- Disse firme e Vanessa apenas não percebia. – Vamos. – Mandou pegando Vanessa por o pulso saio pela janela com ela, e de repente estavam no telhado da casa, Vanessa rodeou a sua barriga com a mão que estava livre, apenas pensava em proteger seu filho.
Vanessa: O que estás a fazer? – Perguntou enquanto era, puxava, brutalmente.
Josh: Eu sabia que ele iria vir. – Bufou com raiva e logo de seguida Vanessa riu, só podia estar a falar de Zac.
Vanessa:  Eu também! – Seus olhos brilharam o que deixou Josh mais irritado. – Zac? – Gritou quando viu o loiro á sua frente tentando não cair.
Zac: Vanessa. – Sorriu ao perceber que ela não estava magoada.
Josh: Ela é minha, afasta te. – Gritou tirando a sua navalha do bolso apontou no pescoço de Vanessa. – Tu amas me? – Perguntou no ouvido de Vanessa, que suava pelo medo.
Vanessa: Desculpa…- Sussurrou entre lágrimas. – Mas eu apenas te odeio.
Josh: Muito bem, preferes o a ele…- Gritou com raiva, fazendo Matt e Alex se aproximarem, tanto Chuck como Michael estavam de algemas no banco detrás do carro de Alex que era vigiado por um amigo polícia do mesmo. – Se eu não te tenho, mais ninguém te terá. – Disse num tom de promessa empurrando Vanessa para o fim do telhando e quase deixando a cair volta a perguntar. – Vanessa, amas me? – Ele não queria a verdade apenas uma ilusão.
Vanessa: Tu és doente Josh…- Suspirou de alívio quando viu que a navalha lhe tinha caído das mãos. – Mas eu volto a dizer, que não eu nunca te amei nem amarei, por mais que me tentes forçar isso não vai acontecer. – Deu lhe uma cotovelada no estômago conseguindo afastar se um centímetros dele, Josh estava furioso e não queria saber de mais nada ia derrubar Vanessa e deixa-la esvair se em sangue no meio daquele chão, mas antes que ele conseguisse se aproximar Alex puxa da arma atirando em Josh.
Josh: Eu caio…- Levou a mão ao ombro com sangue sentindo se tonto. – Mas tu vens comigo. – Afirmou pegando a mão de Vanessa deixando se cair, mas antes que o pior acontece se ali estava Zac segurando a sua mão a tentar não escorregar.
Zac: Está tudo bem…- A puxou para cima, vendo como Josh sofria numa morte lenta, estava ainda numa altura razoável, e ele não desejaria tanta dor apesar de tudo. – Agora sim acabou meu amor. – Beijou a testa de Vanessa metendo a em seus braços enquanto a morena chorava com certo alívio.
Duas semanas se tinham passado, Josh tinha sido enterrado e a únicas pessoas que tinham ido ao enterro tinha sido seus pais, juntamente com Vanessa e Zac que apesar de tudo sentia certa pena dele; os pais de Josh fizeram questão de pedir perdão por tudo o que o filho tinha feito para Vanessa que aceitou o pedido querendo apenas esquecer tudo aquilo.
Zac: Como, estás? – Perguntava puxando pela mão, caminhavam lentamente por um jardim.
Vanessa: Relaxada, não sei, pode parecer horrível, mas se ele estivesse vivo, acho que passaria o resto dos meus dias com medo. – Sentou se um pouco no banco ao sentir a sua barriga pesada. – Está quase. – Sorriu quando ele passou a mão pela sua barriga.
Zac: Por os nossos filhos e por nós…vamos tentar esquecer está dor, este passado que ainda está muito presente, mas... – Suspirou pegando a mão quente de Vanessa. – Vamos superara e ser felizes, finalmente.
Vanessa: Sim; vamos para casa. – Levantou se puxando Zac até ao carro.
Quatro meses ao todo se passaram, Vanessa e Zac tinham voltado para o Uruguai prometendo-se que dali não se voltavam a mudar, tinha crescido naquele lugar, e era onde queriam passar o resto da sua vida, Isaac agradeceu pela ideia dos pais, tinha ali amigos já que era onde passava a suas férias de Verão, e adorava a ideia de pode parar de saltara de escola em escola. Mas aquela mudança trazia também algo mais de grande importância, era ali que Vanessa queria casar e Zac cedeu ao pedido, durante aqueles meses prepararam tudo, não queriam prolongar mais, já tinha passado tempo suficiente, estava mais que na hora de ser marido e mulher.
Brittany: Pronta? – Sorriu enquanto tentava dar um jeito no vestido de noiva de Vanessa.
Vanessa: Á anos. – Disse fazendo as amigas concordarem no meio de um riso. – E Zac?
Ashley: Em cima do altar, á tua espera. – Afirmou, ia ver do loiro de minuto a minuto por pedido de Vanessa.
Greg: Minha filha. – Sorriu empurrando as pernas cansadas com a sua bengala. – Estás magnificamente linda.
Vanessa: Obrigada, pai. – Aproximou-se dele que abraçou quase esmagando, tinha ficado furioso ao saber o que estava acontecer com Josh e sentia se mal, por nunca ter percebido que aquele casamento não ia bem.
Greg: Sempre no fundo achei que um dia ficarias com Zac. – Admitiu soltando Vanessa.
Vanessa: Eu também…obrigada por estar do meu lado sempre, sempre. – Beijou uma das bochechas de seu pai.
Greg: De que lado poderia eu estar? Tu e a tua irmã são a minha vida, eu só quero a vossa felicidade.
Vanessa: És o melhor pai do mundo. – Apertou novamente seu pai em seus braços.
Greg: Vou chamar a tua mãe, ela queria falar contigo antes de entrares na igreja. – Vanessa fez um careta mas aceitou.
Vanessa: Peça a ela para entrar então. – Greg saio e Vanessa mais uma vez se olhava ao espelho, estava simples tinha medo que demasiado. – Queria falar comigo? -Perguntou assim que viu sua mãe aparecer por detrás de si.
Gina: Sim, eu queria…- Engoliu seco a avançou lentamente. – Queria, te pedir desculpas pela minha ignorância, Josh nunca foi homem para ti; Zac sim e lamento de só agora me ter percebido disso. – Suspirou ao pensar que aquele homem podia ter destruído a vida da sua filha e do seu neto por egoísmo e preconceito seu. – Tenho que confessar, Zac é um bom rapaz, mas naquela altura apenas me interessou o dinheiro e sabia que Josh te podia oferecer muito mais. – Vanessa revirou os olhos. – Não me olhes assim. – Sorriu de lado. – Eu sei que fui fútil, má o que me queiras chamar, mas peço te perdão.
Vanessa: Apesar de tudo és a minha mãe…- Aproximou se de Gina abraçando a. – Eu amo te, e sim te perdoou desde que trates Zac com respeito…
Gina: Eu prometo que o farei. – Disse sincera querendo esquecer o passado. – Agora é melhor irmos.
Greg: Sim. – Assustou ambas, abraçado, Vanessa por detrás. – Zac te espera ansioso.
Vanessa: Vamos então. – Deu um último abraço na sua mãe e respirou fundo fechando os olhos; a sua vida tinha-lhe passado completa pelos pensamentos, e isso a fez sorrir, porque pela primeira vez sentia que a vida fazia sentido. – Vamos. – Pediu e sentiu se sendo puxada pelo seu pai.
Vanessa caminhava lentamente as pessoas em seu redor admirava, ela era uma mulher bonita e inteligente bastante cobiçada mas ela não queria saber só queria um, aquele que estava á sua frente, e a esperava ansioso; ansioso que aquela fosse finalmente a sua mulher.


Zac: Está quase.- Esfregou as mãos ao ver que ela se aproximava cada vez mais.

Zac: Demoras-te. – Sorriu de lado pegando a mão de Vanessa.
Padre: Podemos dar inicio? – Questionou enquanto o casal se perdia n olhar um do outro. – E então?
Vanessa: Claro, desculpe.
A cerimonia foi intensa, Zac desejava rapidamente o final queria selar logo os seus lábios com os de Vanessa, e isso não demorou muito.
Zac: Agora és só minha. – Sorriu para Vanessa enquanto o arroz caie em cima das suas cabeças, sendo atirado pelos convidados que festejavam.
Vanessa: E tu só meu. – Mordeu o lábio dando-lhe um curto beijo.
Zac: E isto tudo que á anos me pareci impossível. – Admitiu num leve sorriso quando já estavam dentro da limusine.
Vanessa: Não é, nunca foi, nos amamos isso é o que realmente importa.
Zac: Eu amei te no passado amo te no presente e no futuro amarei te internamente. – Vanessa corou tinha eu admitir ter se casado com um romântico.
Vanessa: Tenho medo. – Admitiu. – Dizem que nada é interno…
Zac: As pessoas dizem muita coisa…- Interrompeu sabia como Vanessa ainda estava sensível com tudo que tinha acontecido, e o seu receio não desapareceria de um dia para o outro. – E o que elas dizem na verdade não importa, iremos viver para nós mesmo e para o nosso amor.
Vanessa: Eu amo te. – Pegou o rosto do Zac selando aquele momento com um beijo.
****

E é essa a historia do amor da minha vida, como eu disse no principio apaixonei me com 17 anos, e tudo parecia cruelmente difícil mas sempre lutamos para estarmos juntos, foi horrível quando tudo terminou não conseguia suportar a agustia dentro de mim; mas quando Zac voltou aos meus olhos, acredito que o meu coração explodiu de vida, posso dizer que tive sorte. E para aqueles que dizem que nada é eterno, bem por vezes não o é por falta de fé quando se acredita tudo pode acontecer.

2 comentários:

  1. com lágrimas nos olhos *-*
    o capítulo ficou tão perfeito flor,tá tão lindo e emocionante
    até que enfim eles conseguiram se livrar do Josh e se uniram no matrimônio :)
    amei sua fic do início ao fim,só lamento por já ser o último capítulo
    kisses

    ResponderEliminar
  2. Super perfeito...
    Já estava na hora de se livrarem do Josh mesmo
    muito lindo o final desde o inicio até o fim...LINDO *-*
    Posta Logoooo

    Xooooxo

    ResponderEliminar