Seguidores

17/09/2011

Capítulo 25

Na vida apenas uma coisa é certa além da morte e dos impostos, o quanto você tente, não importa se são boas ou mas a sua intenções, você cometera erros. Você ira machucar pessoas e se machucar. E se algum dia quiseres te recuperar há apenas uma coisa que pode ser feita…esquecer e perdoar.
“Grays Anatomy”
*****************************************
Depois de um piquenique elaborado, cheio de comida, resolveram voltar para casa, já que o céu anunciava chuva.
Zac: Chegamos mesmo a tempo? – Entrou em casa espreitado pela janela, onde podia ver as primeiras gotas de chuva cair.
Vanessa: Pois foi uma sorte. – Atirou se no sofá.
Zac: O teu telemóvel está tocar. – Ela pegou no telemóvel e afastou se um pouco, mas mesmo assim não muito dos ouvidos de Zac.
**** Ligação ****
Josh: Estou Vanessa?
Vanessa: A própria.
Josh: Porque demoraste tanto atender?
Vanessa: Não tinha o ouvido tocar.
Josh: Ok, é hoje que me vais dizer onde estás?
Vanessa: Não, nem por isso.
Josh: Ma porque?
Vanessa: Porque estou bem…Josh eu preciso de paz, de estar longe.
Josh: De mim?
Vanessa: Sim, também, eu preciso estar sozinha; acho melhor dar mos um tempo.
Josh: Tu estás a terminar, por telemóvel?
Vanessa: É o melhor, nós não nós resolvemos.
Josh: Como queiras, vou desligar.
**** Fim de Ligação ****
Zac: Problemas? – Ela se sentou de volta no sofá sem o olhar.
Vanessa: Acabei agora com Josh. – Zac queria rir, mas não podia, em vez disso sentou se ao lado dela.
Zac: Porque?
Vanessa: Porque já não dava mais… eu não sinto nada por ele, e não é bom dar esperanças a alguém quando não temos intenções de retribuir sentimentos.
Zac: Queres ver um filme? – Dissídio não falar mais sobre aquilo.
Vanessa: Claro, qual?
Zac: Emprestaram me um que eu quero ver á muito tempo, chama se o “Efeito Borboleta”. – Levantou se dando lhe a caixa do DVD. – Coloca o a rodar, eu vou fazer pipocas. – Foi para a cozinha e voltou com uma tigela cheia de pipocas, sentado se ao lado dela, que lhe roubou algumas. – Clica no Play. – Ela assim fez e o filme começou, e como começou terminou, em silêncio.
Vanessa: Belo filme. – Espreguiço se no sítio enquanto ele a olhava. – Que foi? – Perguntou sobre o olhar atendo dele.
Zac: Não era bom, que através de um diário ou imagens pudéssemos voltar a trás e corrigir o que fizemos de mal, como no filme?
Vanessa: Não! – Falou convicta, o que o surpreendeu.
Zac: Não?
Vanessa: Zac o mundo gira apenas numa direcção, em frente, nada volta para trás, e por algum motivo será.
Zac: E para ti que motivo é esse?
Vanessa: Na vida nós erramos, e é suposto aprender com isso; magoas mos os outros e é normal aprenderemos a não magoar mais.
Zac: Tu não sabes do que falas. - Subiu as escadas indo até ao quarto, descendo com uma roupa diferente.
Vanessa: Porque registe daquela maneira, porque tanta insistência em quereres voltar para trás? – Perguntou antes de ele sair.
Zac: Porque á erros que nunca deve ser cometidos…
Vanessa: Mas são, aprende a lidar com isso. – Ele saio do pé da porta indo até ela, abanado a.
Zac: Tu tens amnésia não sabes do que falas por tanto não fales…- Afastou se irritado. – Eu vou sair. – E assim fez saio batendo a porta, Vanessa não percebera aquela reacção tão exagerada.
Depois de ter saindo um pouco de si com Vanessa, foi para um bar onde bebeu até escurecer.
Joe: Não achas que chega, já, para alem do mais estava a fazer misturas a bebida cair te mal no estômago. – Falou vendo que Zac estava bem bêbado.
Zac: Eu sou o teu cliente, apenas serve. – Joe abanou a cabeça em negação.
Joe: É o último, depois vais te embora. – Servir lhe uma cerveja e afastou se deixando Zac, sozinho, com os olhos perdidos nas fotografias dele e da Vanessa que estava na parede daquele bar.
Matt: Olhem, olhe quem ele é. – Chegou batendo de leve nas costas de Zac; um inimigo de infância por assim dizer, apenas nunca se tinha dado bem.
Zac: Deixa me em paz, estou sem paciência.
Matt: Oh a namorada amnésica deixa te cansadinho é? – Falou vendo para onde Zac olhava.
Zac: Não te dirijas a Vanessa. – Olhou para ele raivoso.
Matt: Estou a ver porque estás tão cansado…- Sorrio de gozo. – Como ela não se lembra de nada aproveitas te da situação, não, é…quantas vezes já a comestes? – Zac se a levantou sendo seguido para Matt.
Zac: Tem cuidado com as palavras. – Apontou o dedo.
Matt: Tem calma, eu só estava a pensar que me a podias emprestar por um pouco, sempre ouvi dizer que ela é boa na cama.
Zac: Tu ainda tem o teu plano dentário? – Pergunta estranha, não?
Matt: Sim. – Zac não disse mais nada apenas o socou com o cotovelo.

Agustus: O que se passa aqui? – Agarrou Zac afastando o de Matt.
Matt: Foi ai o tem amiguinho. – Ele passava a mão pelo lábio onde o sangue escorria.
Zac: Tu não devias ter falado da Vanessa. – Tentava se soltar dos braços do amigo mas não conseguia.
Agustus: Chega vamos lá para fora. – Agarrou em Zac e o puxou para fora do bar.
Zac: Devias ter me deixado partilhe a boca.
Agustus: Estás louco, que se passa contigo?
Zac: Não eu não estou doido mas ele não devia ter falado da Vanessa como falou…parecia que se referia a uma rameira.
Agustus: Ok, já percebi, mas brigar não resolve nada; olha está tarde vai para casa, que está bem longe, não queres deixar a Vanessa sozinha pois não? – Ele apenas acenou a cabeça que não e depois tentou pegar no carro mas Agustus não permitiu, preferiu que ele fosse de táxi. Quando chegou a casa, trocou de roupa, voltando para a sala pegou na Garrafa de uísque, e por ali ficou.
 Vanessa: Zac, és tu? – Desceu as escadas e encontrou de copo na mão, pela sua cara parecia perdido.

Zac: Desculpa, se te acordei. – Falou no maior tom de bêbado.
Vanessa: Não á problemas. – Ele voltou a pegar na garrafa para deitar mais líquido, mas já não avia. – Onde vais? – Perguntou ao ver que ele se levantou.
Zac: Acho que tenho uma garrafa de vinho por ai.
Vanessa: Não Zac já chega. – Ela o agarrou puxando escadas a cima, desejado não o deixar cair, ele mal sustentava se nas próprias pernas.
Zac: Para onde vamos? – Ela abriu a porta do quarto. – Porque estamos no meu quarto?
Vanessa: Para que achas? – Se desfez dele deitado na cama, era bem pesado.
Zac: Acredita que não vais querer saber o que acho. – Ela rio irónica enquanto lhe tirava os sapatos, metade do corpo dele já estava na cama, faltava as pernas. – Podias ir lá a baixo pegar na garrafa do vinho tenho a boca seca.
Vanessa: Se tens a boca seca bebe água. – Ela colocou lhe as pernas para cima e ele se virou. – Ate amanhã. – Disse saindo ele nem respondeu.
Bem cada vez menos e menos comentários, vá lá comentem eu meti a cena dos quadrados para vós felicitar o trabalho, se lêem dêem a sua opinião escrita ou nos quadrados. E até já nem posto em todos os blogs ao mesmo tempo por isso, para voz dar mais tempo para comentar, não custa nada, a parte mais difícil a de escrever esta para mim, porque sempre podem não gostar.

»»»» Respostas aos comentário…
Anónimo: Vanessa vai recuperara a memorias aos pouco, e no meio dessas memorias irão acontecer coisas, que não posso contar; Obrigada por comentares.
Margarida: Obrigada por comentares.
Stepanhie_95_4: O Zac está a ser super querido porque a ama e não a quer voltar a magoar; Obrigada por comentares.
Evelly: Pois foi, quase quase que ouve um beijo :D  mas como propri o escreveste eles tem tempo, eu adoro poesia por isso estes poemas: Obrigada por comentares.

Também agradeço a quem carrega nos pequenos quadrados...



7 comentários:

  1. Compreendo porque o Zac ficou assim, ele magoou-a muito e depois ainda a meteu em coma é normal que ele diga que se pudesse voltar atrás corrigia os erros dele!!
    Tá muito bom o capítulo...
    XOXO

    ResponderEliminar
  2. Pak job Ads and advertisements for Karachi,Lahore,Quetta,Peshawar,Multan,Hyderabad,Rawalpindi,Islamabad and http://allpkjobz.blogspot.com all cities of Pakistan.

    ResponderEliminar
  3. acho normal ele ter reagido daquela maneira. ele sente-se culpado por tudo aquilo que lhe aconteceu.
    Cap muito bom :)
    Desculpa nao poder comentar sempre mas agora com as aulas é mais complicado. Comento sempre que posso :)
    Beijos

    ResponderEliminar
  4. acho normal a reazao do zac,mais do jeito q ele flo podia a ter magoado sem qerer neh,achei mara a van ter terminado com josh =D tomara q n demore mto pra van recupera a memoria neh bjao

    ResponderEliminar
  5. capitulo muito bom :D

    ResponderEliminar
  6. cap muito bom:)
    o zac só quer corrigir os erros antigos...
    posta logo
    bjs

    ResponderEliminar
  7. Desculpinha naum comentar...
    Mas e q eu naum tava com tempo de ler esse blog
    O pouco q tinha tava lendo o Amor Adolescente.
    E tb naum sabia q vc tava postando nesse tb.
    Cap perfeito
    Bjss Posta logo

    ResponderEliminar